Tumores de pele

Poroqueratose

By 29 julho, 2019 #!31Thu, 26 Dec 2019 09:16:58 +0000p5831#31Thu, 26 Dec 2019 09:16:58 +0000p-9UTC31tUTCx31 26am31am-31Thu, 26 Dec 2019 09:16:58 +0000p9UTC31tUTCx312019Thu, 26 Dec 2019 09:16:58 +00001691612amThursday=488#!31Thu, 26 Dec 2019 09:16:58 +0000pUTC12#December 26th, 2019#!31Thu, 26 Dec 2019 09:16:58 +0000p5831#/31Thu, 26 Dec 2019 09:16:58 +0000p-9UTC31tUTCx31#!31Thu, 26 Dec 2019 09:16:58 +0000pUTC12# No Comments

A poroqueratose é um distúrbio hereditário da queratinização, descrito por Mibelli.

Quadro clínico

É caracterizada pelo aparecimento de uma ou mais placas hiperqueratóticas de forma arredondada. As lesões cutâneas são persistentes, alternando períodos de melhora e recorrência. Existem múltiplas variantes clínicas, mas pápulas hiperqueratóticas estão presentes em todos. O diagnóstico é confirmado com histopatologia, onde a lamela cornóide é vista.

A fraca resposta à terapia, a recorrência frequente e seu potencial caráter pré-neoplásico tornam essa patologia um problema complexo para o dermatologista.

Tratamento

As terapias sugeridas para poroqueratose são numerosas, mas a maioria é decepcionante. A ablação com o Erbium Lotus Laser abre uma possibilidade terapêutica eficaz, segura e indolor, sem efeitos adversos e recuperação imediata.
Emolientes e proteção solar são a base de qualquer tratamento.

Outros tratamentos tópicos são:
1.5-Fluorouracil: Devido à alta irritação que produz na pele, não pode ser usado em grandes áreas.
2. Corticóides locais: pelo seu efeito anti-inflamatório, aliviando a coceira.
3.Diclofenaco: é mais um anti-inflamatório não esteróide na longa lista de tratamentos para poroqueratose.
4.Imiquimod 5%: É particularmente útil na dermatose onde o sistema imunológico desempenha um papel importante.
5.Retinóides: como a tretinoína, eles funcionam como queratolíticos, que não curam lesões, mas apenas produzem melhorias cosméticas.
6. Queratolíticos: ácido salicílico, lactato de amônio. Eles produzem melhora estética e leve alívio dos sintomas, sem cura.

Tratamentos sistêmicos

Retinóides orais: isotretinoína, etretinato e acitretina.

Tratamentos cirúrgicos

Eletrocoagulação e criocirurgia: Eles são eficazes, mas machucam e deixam sequelas e leva tempo para a área tratada se recuperar.

Você pode estar interessado >>>  [:es]Botriomicoma[:]

Terapia a laser

Podem ser utilizados lasers de CO2, Nd-YAG, Q-switch e laser de érbio. Todos os nossos centros possuem essa tecnologia, da qual preferimos, como dissemos anteriormente, o Erbium Lotus Laser por sua velocidade no tratamento de grandes áreas corporais e recuperação imediata. Além disso, não é doloroso e não deixa sequelas.

O tratamento a laser também é combinado com tratamentos caseiros locais que se alternam de acordo com o momento evolutivo da doença.

Dúvidas e consultas

Se você tiver alguma dúvida médica, envie um email para [email protected]  . Neste correio Apenas consultas médicas serão recebidas. Não são realizadas consultas sobre turnos, pagamentos e questões administrativas.

Por telefone, segunda, quinta e sexta-feira, das 8h às 15h nos seguintes números de telefone.

  • 0054 11 4 901 6690
  • 0054 11 4 904 3434
  • 0054 11 4 904 0880

Agendar consulta

Reserve um turno em nossos centros médicos localizados em Cavalo de pau, Belgrano e Pilar